Você sabe o que é desenvolvimento econômico? Basicamente, é o crescimento econômico adicionado às melhorias na qualidade de vida populacional. O percentual elevado de uma população economicamente ativa, inserida em um determinado setor da economia, eleva o desenvolvimento e o índice de urbanização de um país.

 

Os principais setores que devem ser avaliados são: agronegócio, comércio e serviços, ciência e tecnologia, cultura e turismo, construção civil, esporte, infraestrutura e sustentabilidade. Na prática, os exemplos que podem ser usados são: incentivo e desburocratização a micro e pequenos empreendedores, fortalecimento da atuação do agente de desenvolvimento local, escoamento de produtos regionais, geração de emprego, iniciativas que busquem melhor a articulação e inovação, além do diálogo franco e transparente com a população.

 

 

Ademais, o gestor público deve conhecer as vocações da cidade; ter a ciência das políticas necessárias para fomentar o crescimento de todos os setores e dos desafios para que formule propostas que contribuam para estimular o crescimento de forma sustentável.

 

 

Presidente Prudente tem muito potencial. Mas, no que tange ao crescimento, atualmente, a 10ª Região Administrativa leva o peso de ser a segunda mais pobre do Estado de São Paulo. Com 53 municípios e população estimada de 902 mil habitantes, o Produto Interno Bruto (PIB) gira em torno de R$ 16,5 milhões, com participação de 1,18% no PIB estadual.

 

Prudente é o nosso lar e, por isso, acreditamos no papel da sociedade civil na construção de projetos públicos. A efetividade nas políticas de governo contribui para diminuição da ineficiência da administração. De que forma? Apresentando demandas e fiscalizando. Lembre-se que nesse ano tem eleição, e é o momento para escolher representantes com propostas condizentes com a realidade do nosso município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *