A maioria dos usuários de ônibus que trabalha e/ou estuda em Presidente Prudente, seja da cidade ou da região, diariamente utiliza o terminal urbano da Av. Brasil. E, em uma tarefa e outra, esses cidadãos convivem de perto com o espaço sujo deixado por pombos e a falta de informação sobre itinerários das linhas que por ali circulam.

 

 

Sem informações fixas sobre itinerários das linhas que ligam os bairros de Prudente, apenas a ala direcionada para ônibus com destino a cidades vizinhas como Álvares Machado, Emilianópolis, Presidente Bernardes e Santo Expedito que comportam essa funcional estrutura.

 

 

O Secretário de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública (Semob), Adauto Cardoso, salienta que o único terminal de ônibus que está sob a responsabilidade da empresa Prudente Urbano é o localizado na Avenida Brasil. “Nos próximos dias, a Semob enviará um comunicado cobrando a responsabilidade dessa manutenção”, explica.

 

 

 

Reclamações

 

 

A prudentina Ivana Aguiar informa que não utiliza o terminal diariamente, mas frequentemente vai ao local para se deslocar. Conforme, sem o acesso ao itinerário, sempre passa um bom tempo esperando o ônibus. “Minha filha perdeu o cartão de estudante e agora vai ter que esperar até janeiro para conseguir outra via, enquanto isso, ela está andando a pé”, ressalta.

 

 

Usuária do coletivo todos os dias, Maria Aparecida Nogueira, de Álvares Machado, afirma que a insegurança é um importante ponto ser destacado. “Além de não contar com guarda noturno ou policiamento, aqui também é muito escuro à noite, deserto e frequentado por usuários de droga, o que dá muito medo”, diz. A cidadã Jéssica Gomes salienta que a higiene do ambiente é precária. “Apesar de ter lixeiras, a maioria vive quebrada e há muita sujeira deixada pelos pombos”, pontua.

 

 

 

Recarga

 

O antigo CCO (Centro De Controle Operacional) que ficava localizado na Rua Dr. Gurgel, próximo ao Camelódromo, migrou para o Terminal Urbano e ganhou o nome de PPU (Prático Prudente Urbano), que de prático tem pouco, pois funciona apenas de segunda a sexta, das 8h às 17h e não abre aos sábados. Ou seja, como funciona apenas em horário comercial, inviabiliza quem precisa recarregar o vale transporte além desse horário. Ainda, a segunda via do vale transporte integral de R$4,10 custa R$50,00 (sem créditos).

 

 

 

Ferramentas

 

Em seu site, a Prudente Urbano informa algumas modalidades que facilitam a vida do usuário de transporte urbano, ou pelo menos deveriam. É o caso do aplicativo para Android e IOS “Meu Ônibus”, com observações sobre as linhas de ônibus. Entretanto, os comunicados fixos sobre o itinerário é direito do cidadão e o acesso à internet particular no celular não é acessível e obrigatório a todos.

 

 

Já para solicitar a recarga do vale transporte ou cartão de estudante via online tem uma certa mão de obra: segundo a empresa, basta o usuário preencher os dados solicitados, fazer o pagamento através de um banco específico, realizar o upload do comprovante de depósito e/ou transferência, e ainda ter que aguardar o prazo de até dois dias úteis para seu cartão receber a recarga a bordo de um dos ônibus ao apresentar o cartão no validador.

 

Veja fotos do ambiente:

 

  

 

      

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *