Com o tema “O papel da sociedade no combate à corrupção”, a União das Entidades de Presidente Prudente e Região (UEPP) recebe em 25 de abril, às 19h, na Casa do Médico, Nicole Verillo, responsável pelo Apoio e Incidência Anticorrupção da Transparência Internacional – Brasil. A organização, em parceria com as Escolas de Direito da Fundação Getulio Vargas (FGV), liderou o processo de construção coletiva do maior pacote anticorrupção do mundo: as Novas Medidas contra a Corrupção.

 

A Transparência Internacional – Brasil faz parte de um movimento global presente em 110 países que tem como objetivo a construção de um mundo em que governos, empresas e o cotidiano das pessoas estejam livres da corrupção. No Brasil, a organização atua no apoio e mobilização de grupos locais de combate à corrupção, produção de conhecimento, conscientização e comprometimento de empresas e governos com as melhores práticas globais de transparência e integridade, entre outras atividades.  Fundada em março de 1993, em Berlim, a entidade está no Brasil desde 2016 com uma estrutura própria.

 

No entendimento da TI, somente com o apoio de toda a sociedade é possível avançar em mudanças estruturais que possam minar este problema social desde à sua raiz. “A grande mudança que queremos para o país requer reformas estruturais e que já estão em discussão no Congresso Nacional, com as Novas Medidas, mas também melhorias que devem ocorrer na realidade local. Os municípios brasileiros têm muito o que avançar em transparência das contas públicas, garantia de participação social, proteção de ativistas, entre outros aspectos cruciais da luta contra a corrupção ”, esclarece Nicole.

 

O Índice de Percepção da Corrupção (IPC), que a Transparência Internacional mensura anualmente, aponta que os países mais íntegros possuem elevado nível de prestação de contas e transparência, ampla liberdade de imprensa e participação da sociedade. “O acesso à informação é um direito básico que tem de ser respeitado. O cidadão precisa conhecer a realidade de seu município, região, estado ou país. Só assim homens e mulheres conseguirão exercer seu papel político de fiscalizar e cobrar soluções anticorrupção, pedir a punição dos que praticam atos ilícitos e exigir a reparação de danos”, complementa.

 

Nicole Verillo é fundadora da Transparência Internacional – Brasil, graduada em Gestão de Políticas Públicas pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. Foi gerente de Estratégia Governamental da Secretaria de Planejamento e Gestão de Osasco-SP. Atuou também no IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social Privado, na AMARRIBO Brasil e na Articulação Brasileira Contra a Corrupção e a Impunidade (ABRACCI).

 

Inscrição

Com entrada franca, mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível, o interessado pode fazer prévia inscrição no link: https://forms.gle/E9LFbRYqKKuDuYds6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *